Reviews

Guillaume Gargaud – Strange Memories

Directamente do seu estúdio caseiro em La Havre, França, eis um disco no qual o guitarrista e compositor francês Guillaume Gargaud nos apresenta algumas das suas “estranhas memórias”. E se assim o são para o músico, justos não seríamos se o único adjectivo que usássemos para as descrever fosse esse mesmo, o qual lhes confere […]

Read more
Reviews

Luísa Gonçalves – UNNO

Após Paganini ter introduzido o conceito de recital e Liszt o ter adaptado ao seu instrumento – o piano -, vários foram os músicos e compositores que se aventuraram por esta exigente e ambiciosa demanda de tocar a solo, transportando este acto – que, inicialmente, se resumia, apenas e unicamente, à interpretação – para domínios […]

Read more
Reviews

João Lencastre – No Gravity

Sem gravidade andamos à deriva, flutuando num vazio caracterizado por constância de movimento, sem aceleração, e, portanto, sem mudanças de direcção. Isto, evidentemente, assumindo ausência absoluta de outro tipo de interacções, que possam afectar dita cinemática. Porventura seja esta uma interpretação demasiado literal do título de No Gravity – último álbum do baterista e compositor […]

Read more
Reviews

Horn of Plenty – (The) Mudguards / Little Skull / Moniek Darge

(The) Mudguards – On Guard No seu ensaio intitulado The Weird and The Eerie (2016), Mark Fisher (1968-2017) – um dos intelectuais mais lúcidos e acutilantes do início do século XXI – reflectiu sobre as diferenças entre o weird e o eerie, recorrendo a diferentes objectos artístico-culturais (discos, livros, filmes, entre outros) para o fazer. […]

Read more
Reviews

José Lencastre / Hernâni Faustino / Vasco Furtado – Vento

Vento é o ultimo disco da autoria do trio formado por José Lencastre (saxofone alto), Hernâni Faustino (contrabaixo) e Vasco Furtado (bateria). Esta álbum marca a estreia do selo Phonogram Unit, um projecto editorial recentemente apresentado por Lencastre em entrevista ao Beats for Peeps. Em Vento, o trio apresenta uma sessão de improvisação gravada há […]

Read more
Reviews

Worm Discs – New Horizons – A Bristol ‘Jazz’ Sound

Assim como a expressão “Portugal é Lisboa e o resto é paisagem” é injusta e, verdade seja dita, encontra-se cada vez mais em desuso, uma forçada adaptação deste dito à realidade das terras inglesas seria a óbvia “Inglaterra é Londres e o resto é paisagem”. Com efeito, proferir-se ou acreditar-se em tal afirmação nada revelaria […]

Read more